Observação Universal

"Quando alguém pergunta pro autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro." [Mário Quintana]

terça-feira

Clichê inconsequente

- Eu te amo!
Não basta...
É fácil, todo mundo fala!
Amar é verbo,
Indica ação...
Qual a sua?
Não quero provas, quero a certeza sem obrigação!

Quero que aproveite bem os atributos de se ter um coração...
E me sinta...
Que utilize um pouco da racionalidade... E haja com dignidade
Que Respeite meu espaço – QUE FALE A VERDADE...
Quero que faça jus à Liberdade – E esteja comigo por vontade...
Peço também um pouco de moral de que quando não me quiser mais, se despeça...
Com gentileza – não para deixar saudade, mas para não deixar em mim a ansiedade
de esperanças mal intencionadas...

De fato – Eu te amo não basta!
Porque amar não se resume em palavras...
Amar é mais que isso...

É além de se perder nos sentidos, é encontrar-se nos sentidos de alguém...
É se aquecer num calor que você mesmo pode produzir,
Mas quer se introduzir...
É querer ter “afinidade de almas”!

Amar é mais do que podemos ver, Amar é Ceder...
É tão Simples que sua Plenitude é isso...
Apenas soltar o verbo é desperdício!

2 comentários:

gold_459 disse...

Uhm...anotado...Vou falar menos e agir mais =)


Poema lindo....

Bruno disse...

Maravilhoso. Expressou muito bem o que sinto ser o amor. Está disposta a Ceder para vivê-lo? rs