Observação Universal

"Quando alguém pergunta pro autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro." [Mário Quintana]

domingo

Adiante

Todos os chãos que me sustentaram
Nenhum foi mais sólido que o de hoje
Estou forte, porque descobri
Que tudo na vida depende de mim
Culpo-me, amo, cortejo, castigo.
Vivo comigo mesma, em um conflito infinito e prazeroso.
e simultaneamente em uma guerra de silêncio, onde tudo tem seu tempo...
Mas eu me entendo, eu me entendo...
Se não der certo, a culpa é minha!

[Invente-se, antes que lhe transformem em um mal entendido]

2 comentários:

diego disse...

Só acho que em uma guerra de silêncio, onde tudo tem seu tempo, não há o que se falar em culpa, nem em livre-arbítrio. =]

Fernando Pimenta disse...

"Que tudo na vida depende de mim"

Sim, essa é a verdade mais dura da vida. E a mais libertadora... geralmente a descobrimos quando solteiros, quando apenas nós podemos provar a nós mesmos o nosso inalienável valor... o poder do nosso amor e a nossa capacidade mágica de transformação.

Mas uma verdade que alfineta... porque tomar a si as responsabilidades de viver é tomar a si todas as possibilidades de mudança. E para isso, é preciso deixar de ser criança, depender dos próprios pais. É preciso aprender tudo o que eles já sabem, e aprimorar esse conhecimento vivencial.