Observação Universal

"Quando alguém pergunta pro autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro." [Mário Quintana]

domingo

Eu, modo de usar

Pode invadir
Ou chegar com delicadeza,
mas não tão devagar que me faça dormir.
Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar...

Toque muito em mim
Principalmente nos cabelos
E minta sobre minha nocauteante beleza.

Tenha vida própria
Me faça sentir saudades,
Conte algumas coisas que me façam rir...
Viaje antes de me conhecer,
Sofra antes de mim para reconhecer-me
Acredite nas verdades que digo
E também nas mentiras, que elas serão raras
e sempre por uma boa causa.

Respeite meu choro,
Me deixe sozinha
Só volte quando eu chamar e,
Não me obedeça sempre
que eu também gosto de ser contrariada.
Então fique comigo quando eu chorar, combinado?

Me conte seus segredos...
me faça massagem nas costas

Não fume,
beba,
chore,
Eleja algumas contravenções
Me rapite!
Se nada disso funcionar...
Experimente me amar!

[Martha Medeiros, uma mulher de fibra]

Um comentário:

Fernando J. Pimenta disse...

Hmm... ouço muito falar dessa Martha Medeiros.