Observação Universal

"Quando alguém pergunta pro autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro." [Mário Quintana]

sexta-feira

Querida

Escuta
Tem como correr sem vontade?
Tem como viver sem emoção?
Podemos plantar nosso tesouro
e fazer nascer frustração?
Vamos brincar de amor?
vamos esconder maldade?
vamos fazer travessuras
com as armadilhas do tempo
com as bocas sujas?
Tem como sonhar sem ter medo?
tem como brilhar no escuro?
Podemos chorar?
vamos chorar juntos.
Faz parte da vida curtir a dor!

4 comentários:

diego disse...

Que poesia mais conservadora!

Ao contrário do que pensam os escritores, a vida não é tão complicada, nem aterradora...

Prefiro o risco do tapa na cara, do que a dúvida na carne enterrada.

Caixa Preta disse...

Faz parte da vida curtir a dor!
mas hoje eu quero sorrir junto
sim, podemos sorrir!
estou no escuro e o seu brilho é a única coisa que eu enxergo
tenho “medo covarde”
e “sonhos corajosos”
O que eu sei fazer são travessuras
Danço o tempo no espaço
Sou pivete urbano
Moleque de boca suja
Desnudei minha maldade e entreguei o meu amor
Mas isso eu fiz brincando
Matei o insucesso e roubei estrelas
Alias, não tem como viver sem emoção!
Agora pode falar, estou ouvindo...

Caixa Preta disse...

rsrsrsrsrs

EU TE AMO! assim mesmo de letra maiúscula!

Rafa Marcondes disse...

Olá Karen!
tudo bem? Você é a menina que foi para sorocaba com a carol há algum tempo, não é?? Eu sou o dono da July! heheh
Mew, muito... MUITo legal seu blog! talentosa com as palavras e pecebece vários momentos, uns super bem humorados, outros mais reflexivos, curti! Você sabe né, fuçando sempre achamos ótimas coisas!
parabéns!
Bjos!