Observação Universal

"Quando alguém pergunta pro autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro." [Mário Quintana]

quinta-feira

Natal à vista e sem calotes

Então é natal... Eu percebi, na rua não consigo ver a cor da calçada de tanta gente que por lá passa, de tantas sacolas coloridas, de tanto grito de camelô, de buzinas congestionadas, de mãos estendidas de mendigos pedindo esmolas, de cachorros esfomeados querendo carinho ou um pedaço de pão.
A festa cristã... De uma minoria de gente, que acolhe o espírito natalino, que recebe o novo e a esperança, que acredita que o natal existe para renovar as energias, para fortalecer o amor, e o principal: para doar alegra!
E ano novo também... Sim, as pessoas e as sacolas trarão dívidas para o ano que vem, quem sabe parcelada em doze vezes, o ano inteiro se lembrando do natal, sem tempo de lembrar que a vida inteira é tempo de presentear, de fazer planos, de juntar os amigos, de desejar o novo, de mudar o destino, ou fazer tudo de novo... Mas esquecemos, e todo ano repetimos a "tradição", de só desejar o novo em duas semanas para acabar o ano!

Mas entendo ser um mal necessário esse consumismo doentio, gira a economia, e até fazem as pessoas superficialmente felizes!
Mesmo assim para mudar um pouco desejo um natal mais VIVO, um natal mais natalino, de alegria, de festa, mas também de solidariedade, mesmo de forma mínima, com palavras, com gestos ou até com um calor humano
Desejo que este natal seja a época de renovar, de colocar a cabeça para pensar de forma coletiva...
Que as pessoas lembrem com as neves falsas colocadas nas árvores de natal, dos ursos do Pólo Norte, e de sua morte em seu habitat natural, espero que elas fechem as torneiras, economizem energia, façam desse consumismo feroz e egoísta um consumo sustentável...
Peço a Deus que ilumine com sabedoria e amor, as ações humanas, e também com humanidade e caráter as atitudes das autoridades, e se minha prece não for possível, que a impunidade não seja mecanismo de incentivo para as pessoas ingressarem na maldade, e exploração da bondade humana...
Peço religiosamente, que a religião não seja ganha pão de ninguém, e que sirva para alimentar a alma de quem pode ajudar, e a fome de quem precisa ser ajudado...
O que quero dizer é que desejo um natal para o ano inteiro, não somente no dia 24 de dezembro, até meio dia do dia 25... Mas desejo um natal vivo de esperança, de amor e de afeto, um natal digno do dia do nascimento do menino Jesus - a maior prova de sabedoria e amor que o mundo já viu, não é somente tempo de dar e receber presentes é tempo de renascimento, paz, alegria com o nascimento DAQUELE que é nosso SALVADOR... E isso deve sim ter uma data especial.
Por isso desejo um Feliz Natal todos os dias!

Karen Rocha

[e fazavô, use mais seu coração]

3 comentários:

Fernando Pimenta disse...

Um natal para o ano inteiro, composto de atitudes como as sugeridas, seria algo verdadeiramente digno de festa!!

eddsilva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
eddsilva disse...

olá! eu encontrei seu profile no orkut por acaso, na comunidade bicicleta meio de transporte, e dai cai no seu blog... Achei super bacana, e seria legal se pudessemos trocar ideias... se quiser corresponder essa vontade me add no msn edd_silva@hotmail.com

=- )

* observação: essas palavras de verificação, geralmente são muito loucas hehehe